12 de jan de 2013

Dica de Leitura + Resenha

Primeira resenha do ano!! Hoje teremos 'Aprendendo a Seduzir' de Patricia Cabot.

Sinopse 

Durante um baile, Lady Caroline Linford abre a porta de um dos cômodos e flagra seu noivo, o marquês de Winchilsea, nos braços de outra mulher. 
Para a sociedade vitoriana do século XIX, tais escapulidas masculinas eram normais, e cancelar o casamento seria impensável. O jeito, decide a jovem, é aprender a ser, ao mesmo tempo, a esposa e a amante, para que o marquês nunca mais tenha de procurar outra mulher fora do lar. Por isso, resolve tomar lições - teóricas, claro - sobre a arte do amor com o melhor dos professores: Braden Granville, o mais notório libertino de Londres. 
Logo nas primeiras aulas começam a voar faíscas e as barreiras entre professor e aluna caem. 

Escrito por Meg Cabot, sob seu pseudônimo, esse romance vai mostrar que o amor escolhe seus próprios caminhos, sempre imprevisíveis. 




Minha opinião:

O que falar sobre "Aprendendo a Seduzir"? Eu estava cheia de expectativas em relação a ele e foi surpreendida positivamente. O enredo é muito melhor do que eu imaginava/esperava.
O livro conta a história de Caroline Linford, uma donzela clássica, totalmente indefesa e tímida. Lady Caroline era uma garota rica, graças a herança deixada por seu pai, que, aceita o pedido do sir Hurst, um marquês falido que vive de aparências. Além de muito bonito e charmoso, Hurst salvou a vida do irmão de Caroline e ela passa a misturar o que acha que é amor com a gratidão que sente em relação ao 'salvador'. 
Reparem no 'acha' que utilizei na frase acima. Sim, ela achava, até ver o seu noivo nos braços (e outras partes do corpo) de uma mulher. Não poderia cancelar o casamento, já que os convites já haviam sido enviados e isso denotaria quebra de compromisso, então ela resolve fazer com que seu noivo se apaixone por ela, como esposa e amante, e decide procurar o Don Juan de Londres, Branden Granville, uma homem que saiu da miséria e transformou-se no 'novo rico' londrino, noivo da nada conservadora Lady Jaquelyn (amante de Hurst), para lhe dar aulas sobre 'como fazer amor'.
Num primeiro momento ele recusa imediatamente, mas após alguns dias, repensa sua decisão e passa a dar suas aulas, que logo passam do teórico para algo bem mais prático.
O impossível acontece, e Branden, o Lothário destruidor de corações, se apaixona por Caroline. E ela? bem, já está 'caidíssima' na dele, querendo ou não.

Patricia Cabot escreveu 'Aprendendo a Seduzir' numa linguagem fácil, com pitadas de ironia, partes engraçadas e outras tantas bem quentes, tornando o livro bem prazeroso e leve.
Depois da centésima página, o livro corre muito rápido, fazendo com que o leitor fique naquela expectativa, aguardando ansiosamente o que acontecerá depois.
A capa do livro é belíssima e a diagramação ficou excelente. É uma pena um livro tão bom ter sido traduzido tão mau. Há diversos erros de tradução, palavras erradas, entre outros exemplos.
Este foi o primeiro livro que li de Patricia Cabot, pseudônimo da autora Meg Cabot. Muito melhor do que 'Liberte Meu Coração', merece cada momento utilizado na sua leitura.

Mais informações: aqui!

4 comentários:

  1. Oiee!
    Tenho um selinho e uma tag para vc --> http://garotapetulante.blogspot.com.br/2013/01/para-comecar-bem-o-ano-um-selinho-e-uma.html

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Poxa, esse livro parece ótimo! Gostei da sua resenha, muito bem feita (:
    Beijocas,

    entre-galaxias.blogspot.com

    ResponderExcluir

Bem-vindos ao Primeiros Erros!
Atenção: nem todos os textos, imagens e demais conteúdos do blog são de minha autoria. Para maiores informações, críticas ou sugestões, entre em contato através de comentários.


Solte o verbo! Comente!