1 de ago de 2011

"Uma manhã você vai acordar e você vai pensar: "Como eu cheguei aqui?" Você inala uma longa tragada de fumaça através de seus pulmões, e antes que você possa soltar o ar, fotos de sua vida em flash aparecem em sua cabeça. Por trás de cada imagem encontra-se uma história. A primeira imagem que você vê vai fazer você sorrir. A imagem irá lembrá-lo de um momento em que você estava feliz. Realmente feliz. O tipo de prazer que faz faltar palavras pra descrever tais momentos, o tipo de prazer que faz com que seu interior se liberte, o tipo de prazer que faz você usar a palavra "sempre". A próxima imagem que aparece mostra o seu momento mais triste. O tipo de tristeza que lhe diz para cortar os pulsos, o tipo de tristeza que faz com que você puxe seu cabelo e grite, o tipo de tristeza que nunca mais quer saber até onde o tempo dura. Então você vai olhar ao seu redor e você não sabe se ri ou chora. E você pensa: "eu amei e eu odiei." E você vai perceber que você não teria  o que odiar ou amar se você nunca tivesse conhecido o amor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem-vindos ao Primeiros Erros!
Atenção: nem todos os textos, imagens e demais conteúdos do blog são de minha autoria. Para maiores informações, críticas ou sugestões, entre em contato através de comentários.


Solte o verbo! Comente!