17 de dez de 2011


[…] Talvez um dia você me ame, não tenho certeza. Você me faz sentir algo difrente, me faz chorar, me faz sorrir, você sempre me anima quando eu estou triste. Uma certeza eu tenho, meu amor por ti vai durar por muito tempo. Lembro do seu sorriso como se fosse ontem, amo ser abraçada por ti. Eu tô muito só, preciso dos seus carinhos e do seu amor, sinto falta daquele sentimento. Parece que eu te quero mais a cada dia. Perco muito tempo pensando em você, em minhas noites não consigo dormir, meu amor, você minha vida. Que tal você vim ser feliz comigo, seria tão bom! Te ter ao meu lado, juntos, sem nada nem ninguém que atrapalhasse. Ah, ainda resta uma chance de “ser amor”. O que você acha de ser meu amor? Vamos me responde, vamos tentar, me diz o que acha de nós dois juntos? Seria ótimo, mas é uma pena que você não sabe ao certo que te amo. Falta coragem de contar, me perdoa, eu sei que tenho muito medo, mas essa é a verdade, por enquanto, eu fico aqui te amando sozinha, acho ruim, é claro, mas é a única forma que eu tenho de te amar. Teus olhos me dizem muito mais do que vejo, mas sinto algo inesplicável e acho que é amor, sei lá talvez seja só ilusão. Quando falo contigo minha barriga parece ficar “cheia de borboletas” sei que é díficil de crer, mas isso é apenas a realidade em que vivo. Sofro muito, choro muito e te amo muito. Você me fez descobrir coisas novas, me fez gostar de coisas que eu não dava valor, agora começo a pensar como seria bom você aqui do meu lado e dizendo que me ama. É tão ruim amar só. Sofro e me lamento do que não pode acontecer. A vida cada dia me surpeende mais, as pessoas mudam e nós descobrimos que somos feitos um para o outro. Seria bom te ter só pra mim, acho que na vida não temos nada a temer, temos que lutar eternamente para conseguimos o que queremos. Eu choro e rio ao mesmo tempo pensando em ti. Essa droga de doeça que eu sofro só tem um simples nome que confunde a cabeça de muita gente: amor. É ele que nos faz ser feliz a cada dia mais. Sofrendo ou não sempre é bom amar. {bianca thalia}

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem-vindos ao Primeiros Erros!
Atenção: nem todos os textos, imagens e demais conteúdos do blog são de minha autoria. Para maiores informações, críticas ou sugestões, entre em contato através de comentários.


Solte o verbo! Comente!