4 de set de 2012

Dica de Leitura + Resenha

Martha Medeiros, o que falar dela? 'Tudo que eu queria te dizer' é o livro de título instigante que acabei de ler há algumas semanas. Que tal conferir mais esta resenha?

Sinopse:
O que você sempre quis dizer a alguém - e nunca teve coragem? O que precisa falar de uma vez por todas - mas desiste, espera, até chegar o momento mais apropriado? Em Tudo que eu queria te dizer , Martha Medeiros encarna personagens que assinam cartas reais, trágicas, por vezes cômicas, devastadas por sua dor. Em comum, as personagens deste livro têm a verdade de quem atravessa um ponto de virada em suas vidas e resolve colocar as cartas na mesa. Mestre na capacidade de nos emocionar, de forma simples e direta, a gaúcha Martha Medeiros concebeu Tudo que eu queria te dizer como um livro de contos, estruturados de forma independente. Na forma de cartas, Martha revela com delicadeza os dramas das personagens. Como a amante que escreve à mulher traída, a filha que relata a emoção de ser mãe à avô ausente, o jovem motorista que escreve à mãe do amigo morto num acidente de automóvel, ou a viúva saudosa que se dirige ao marido morto. Perdão, vingança, alívio, um pouco de nós está em cada uma dessas vozes, que expressam através de cartas uma confissão ou o exorcismo de nossos demônios. 

Minha opinião:
Com um título desses, me joguei em 'Tudo que eu queria te dizer' cheia de expectativas, e, infelizmente, ele acabou me frustrando. É de longe o livro que menos gostei da Martha, mas, mesmo assim, supera diversos escritores já lidos.
A cada novo capítulo somos apresentados a uma nova carta (cartas essas que compõem o livro inteiro, porém, não há qualquer ligação entre nenhuma delas), e a cada novo escrito temos desabafos distintos, linguagens díspares e vidas diferentes. É como estar espiando pela porta de um consultório de um psicólogo durante o dia inteiro. Você dá de cara de pessoas felizes, outras solitárias e, outras ainda, desesperadas, cada qual com suas peculiaridades e demônios internos.
O livro é inovador, sem dúvida alguma, mas algumas das cartas são paradas, 'fracas' e os temas se repetem, volte e meia, meio que inconscientemente. Quando a obra num todo atingi seu clímax, você repara que o livro está acabando ou então já terminou, o que é uma pena. Martha guardou, sabiamente, as melhores cartas para o final, para dar um gostinho de quero mais, para fechar com chave de ouro.
Apesar de não ter me sensibilizado tanto quanto "Divã", 'Tudo que eu queria te dizer' é um bom livro, como eu já disse, mas não chega aos pés de outros títulos dela.
Desta leitura fica a lição: não vá ao copo com tanta sede. Lerei os demais livros da autora, mas sem tantas expectações. Deixarei a escritora me seduzir com o acaso, acaso este que ela descreve tão bem e que me fez elevá-la ao posto de uma das minhas escritoras prediletas.

Mais informações e outras resenhas sobre esse livro aqui.

8 comentários:

  1. Hey florzinha,
    ameei o blog viu?ja te sigo
    obrigadinha pela visita la no blog, seja muito bem vinda e volte sempre ^^
    beijos
    http://isah-myworldteen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a dica! Quero ler!
    Já conhece meu blog? Tem post novo: http://adoravel-cupcake.blogspot.com.br/2012/09/batalha-de-looks_5.html
    Se você já segue, deixe um recadinho para que possamos retribuir!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Que legal essa resenha, esse livro parese bem legal!
    Seguindo, retribui?


    http://justt-aa-girl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Hey florzinha,
    Legal, não conhecia o livro...mas me interessei, amo ler, e vou procura-lo
    beijos
    isah-myworldteen.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Bem-vindos ao Primeiros Erros!
Atenção: nem todos os textos, imagens e demais conteúdos do blog são de minha autoria. Para maiores informações, críticas ou sugestões, entre em contato através de comentários.


Solte o verbo! Comente!