26 de set de 2012

Dica de Leitura + Resenha

Incrível é pouco para definir todas as emoções que O Caçador de Pipas é capaz de proporcionar. E não é à toa que faz parte do grupo seleto de favoritos da minha estante. Vamos à resenha?

Sinopse: 
 O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.




Minha opinião: 
 Há algum tempo atrás, uma pessoa indicou-me o livro A Cidade do Sol , garantindo que eu o adoraria. O que é bem verdade, mas, incrivelmente, O Caçador de Pipas conseguiu me encantar mais. Khaled Hosseini escreve como ninguém e possui uma capacidade ímpar de emocionar.  O Caçador de Pipas conta a amizade entre Amir e Hassan. Amir é um menino rico, porém sem caráter e Hassan, que apesar de todas as dificuldades, preso a sua condição de subordinação, tem uma inigualável coragem e lealdade. E este é o ponto principal do livro e o elo entre os dois personagens: a lealdade. Até onde você iria em nome de uma amizade? É aqui que se encaixa a frase que tornou-se célebre: " Por você, eu faria isso mil vezes", dita por Hassin. Com o passar das páginas, o leitor chega a odiar Amir, que humilha diversas vezes o seu amigo, e que faz questão de mostrar a sua posição social. Com o prosseguimento da leitura, vê-se um surpreendente desenrolar da trama, cheio de reviravoltas, dignas do bom livro que é.  Mais do que uma obra , O Caçador de Pipas é uma lição, daquelas que tardam a sair das nossas mentes. Um verdadeiro "tapa na cara" de quem se acomoda com romances clichês; Khaled Hosseini mostra o Afeganistão com o olhar de alguém que, mais do que descrever, viveu aquilo. Uma história sobre destino, arrependimentos, lealdade, amizade e perdão. Figura certa entre os meus livros favoritos, é daqueles que você precisa ler com um papel e uma caneta ao lado, porque, certamente, vai querer anotar algum trecho. Enfim, se tiver a oportunidade de lê-lo: não hesite. É com certeza um dos melhores romances da literatura atual.
“Existe apenas um pecado, um só. E esse pecado é roubar. Qualquer outro é simplesmente a variação do roubo. Quando você mata um homem, está roubando uma vida, está roubando da esposa o direito de ter um marido, roubando dos filhos o direito de ter um pai. Quando você mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade. Quando você trapaceia, está roubando o direito à justiça. Entende? Não há ato mais infame que roubar.”

Mais informações: aqui;

6 comentários:

  1. Nunca li, mas já ouvi ótimos coments sobre esse livro! Um dia lerei.

    ResponderExcluir
  2. To doido pra ler o caçador de pipas abraços !

    Blog : euvivolendo.blogpsot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro maravilhoso, Gabriel. Aposto que gostarás;

      Excluir
  3. Já li o livro e assisti o filme simplesmente adorei.

    todasfeminices.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é um dos meus favoritos. É realmente muito bom, porém, ainda não pude ver o filme, mas deve ser tão emocionante quanto o livro;

      Excluir

Bem-vindos ao Primeiros Erros!
Atenção: nem todos os textos, imagens e demais conteúdos do blog são de minha autoria. Para maiores informações, críticas ou sugestões, entre em contato através de comentários.


Solte o verbo! Comente!