9 de set de 2012

Registros de um instante qualquer...


09 setembro de 2012

E hoje acordei, pensando em tudo. Naquilo que não fiz. No que escrevi e ninguém leu. Panoramas nunca vistos, viagens não feitas, palavras jamais pronunciadas, filmes, livros, fotografias, perfumes,cores... 
Qual é o propósito da vida, se não esse? Descortinar-se, descobrir-se, redescobrir-se.
 Desperte. Saia desse transe sempiterno. Dê uma festa! Você está aqui, respirando, pirando, quer um motivo melhor? Festeje! Num dia você tropeça, no outro levanta. Rebele-se. Dance a sua música favorita, cante a plenos pulmões. Comemore, você está de pé. Substitua os desleais. Não se acomode! Brinque debaixo da chova, passeie sob o sol. Tranque todo pseudo-relacionamento. Barre tudo que te faça infeliz. Viva!
Abandone os velhos conceitos, esqueça tudo que lhe aborrece, afinal, queixar-se da vida é pretexto de perdedor.


4 comentários:

  1. Num dia você tropeça, no outro levanta. Rebele-se. Garota, eu acho que vc fez esse textinho pra mim né? Caramba! Vc escreveu exatamente o que eu estava pensando sobre mim, sobre a minha vida, enfim, sem explicações kkkkkkkkkk

    garotapetulante (.blogspot.com.br) >tire os parenteses<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você se identificou, Nathy (:

      Excluir
  2. "Abandone os velhos conceitos, esqueça tudo que lhe aborrece, afinal, queixar-se da vida é pretexto de perdedor" adorei essa parte Ka <3
    Seus textos são muito lindos e eu me identifico em quase todos eles..
    Bjinhos linda
    - Júuh

    ResponderExcluir

Bem-vindos ao Primeiros Erros!
Atenção: nem todos os textos, imagens e demais conteúdos do blog são de minha autoria. Para maiores informações, críticas ou sugestões, entre em contato através de comentários.


Solte o verbo! Comente!