29 de jul de 2012

Registros de um instante qualquer...



29 julho de 2012

E eu cedi. Fiz questão de desligar o celular e ouvir qualquer música que propositalmente debulharia-me em lágrimas.
Murmúrios acusavam a sua ausência e lembranças recusavam-se a sair do meu juízo.
Debrucei-me sobre o peitoral da janela, contemplando o céu soturno. Peguei-me olhando o único narciso do jardim, enquanto a brisa gélida do fim de tarde desatava minha trança. Meus suspiros silentes embaçavam o vidro...
Amaldiçoei todos os veículos de cor idêntica ao seu e esperei, inutilmente, vê-lo pela estrada.
Pensei e repassei todas as falas pré planejadas para aquele momento e revi-lo alvejando minha janela com pedras, batendo à minha porta com um ramalhete qualquer.
Inúmeras vezes mirei o espelho, imaginando a sua imagem refletida ao lado da minha.
E acá permaneci, esperando em vão.

6 comentários:

  1. Heey Ka que lindo o texto, amei...
    Bjinhos, Júuh
    ~~> http://coisinhasdemeninas13.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Belo texto fofa, e no fim é sempre assim a gente corre pro fone de ouvindo ouvir músicas que nos faz chorar :(

    http://evelynrestyles.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Tá rolando um super concurso no meu blog valendo um iphone,corra e participe!
    http://blog-garotaambulante.blogspot.com.br/2012/07/super-sorteio.html

    ResponderExcluir

Bem-vindos ao Primeiros Erros!
Atenção: nem todos os textos, imagens e demais conteúdos do blog são de minha autoria. Para maiores informações, críticas ou sugestões, entre em contato através de comentários.


Solte o verbo! Comente!